Projeto priorizou conforto e bem-estar no transporte de cargas vivas

A Cobb-Vantress, líder mundial no fornecimento de aves de produção para frangos de corte e em especialização técnica no setor avícola, deu início à operação com o primeiro caminhão com baú Smithway Facchini, para transporte de carga viva. O baú é resultado de um projeto exclusivo desenvolvido pela multinacional em parceria com a joint-venture formada pelas empresas Smithway, referência mundial em baús para transporte de animais, e a Facchini, empresa da região de São José do Rio Preto, onde a Cobb está localizada no Brasil.
O novo baú é equipado com ar condicionado de 100 mil BTUs, ventiladores, exaustores e geradores que garantem a energia necessária para a refrigeração e aquecimento, e não possui corredores, como as unidades tradicionais, sendo todo desenhado para acomodar a maior quantidade de aves possível.
“As aves necessitam de conforto térmico, especialmente em seus primeiros dias de vida, e isso é fundamental para seu desenvolvimento no campo. As viagens com carga viva que utilizam os baús tradicionais dependem muito do clima externo ao baú, já que funcionam apenas com umidicação, exaustão e ventilação. Por isso, precisávamos de um baú que funcionasse com climatização independente, de forma a garantir o conforto das aves”, explica Lucas Lima, gerente de Logística da Cobb.
Outro diferencial do baú é a inclusão de dois geradores movidos a combustível, que permitem a refrigeração de forma independente, mesmo quando o caminhão estiver desligado. Na avaliação do gerente, este foi um fator solicitado pela Cobb aos desenvolvedores do projeto por ser fundamental para momentos de parada de descanso do motorista ou mesmo quando é necessária a espera do caminhão antes do embarque de cargas em aeroportos. Os geradores funcionam isoladamente, sendo que um deles é acionado apenas em caso de parada do gerador principal, em caso de pane.
O controle da qualidade do ar interno no baú também é maior com a tecnologia de climatização. Isso porque há pouca troca de ar, diminuindo a chance de circulação de microorganismos nocivos no interior do baú.
A Cobb recebeu a primeira unidade do baú em novembro e já realiza entregas de matrizes para todo Brasil. “Estamos muito satisfeitos com os resultados do novo baú. Já efetuamos o pedido de mais seis unidades, que deverão ser entegues até março”, explica Lima.
Focado inicialmente no transporte de pintinhos de um dia, o baú Smithway Facchini tem capacidade para carregar até 60 mil aves, o dobro dos baús tradicionais. A unidade também pode transportar ovos, devido ao conforto térmico que é capaz de oferecer à carga.
“Estamos trabalhando com zero de mortalidade no transporte de pintos, dada a condição de conforto e temperatura, no interior dos baús. Em outras palavras, a ave chega ao cliente com a mesma qualidade com que saiu do incubatório, após seu nascimento”, finaliza o gerente.

Sobre a Cobb-VantressBrasil:
Desde 1916 em atividade e com sede na cidade de Siloam Springs, Arkansas, Estados Unidos, a Cobb-Vantress está presente há 22 anos no Brasil. A mais antiga companhia de genética avícola do mundo é também líder mundial no fornecimento de aves de produção para frangos de corte e em especialização técnica no setor avícola. A sede brasileira está localizada na cidade de Guapiaçu, no interior do Estado de São Paulo, e conta com aproximadamente 690 colaboradores.

Compartilhar