BICO DOCE, desde pequeno sempre envolvido com palhaçadas, trabalhando em circo, Manoel Messias José da Silva, mais conhecido como Bico Doce, conseguiu uma oportunidade na década de 90, a convite do palhaço Bala Doce, a trabalhar em rodeios como palhaço e salva vidas, já que naquela época o palhaço exercia as duas funções. Em 2004, conseguiu trabalhar na Facip, de Jales, como palhaço e, não mais como salva vidas no rodeio e, com o passar dos anos começou a rodar o país, fazendo vários eventos, alegrando as arenas.

O animador de arena BICO DOCE
Em 2020 veio com um propósito de apoiar, a modalidade dos três tambores, apoiar a novata competidora “Bárbara Fernanda da Costa”, de 15 anos da cidade de Suzanápolis/SP, que tem uma paixão pelos rodeios, e prova dos três tambores.

Bárbara com o animador de arena Bico Doce
Desde pequena Bárbara, tem uma paixão pela vida country, e desde cedo já vivia na fazenda com apenas 4 anos, já entendia do estilo. “Hoje em dia tenho meu próprio cavalo cujo nome é “DESEJO”, e estou começando presenciar e entender mais sobre provas do tambor e várias outras, pretendo ainda me aperfeiçoar muito nessa área já que é algo que gosto muito”, finaliza Bárbara.

Seu sonho ainda é estudar Medicina Veterinária, e ser uma doutora reconhecida no meio dos rodeios e na área de provas.
Um dos motivos para ter esse gostinho, é que seu pai gostava muito, “já veio de berço”, e hoje ele não está mais entre nós, e sim lá no céu, e segue com inspiração para alcançar seu desejo maior, ele mesmo não estando perto é ele quem me motiva desde sempre pra sempre, ainda serei reconhecida nacionalmente e faria jus ao meu grandioso pai, que sempre amava este esporte.

Compartilhar