Fonte: Assessoria de Imprensa / Divulgação
Fotos: Leandro Gasparetti

A resolução busca a sanidade das mudas de seringueira, independente do processo de cultivo, e foi construída a partir de demandas do setor produtivo, de estudos envolvendo técnicos da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), pesquisadores e representantes do setor. O ato de assinatura foi realizado em São José do Rio Preto, que é conhecida como a capital da borracha.
De acordo com o secretário, as exigências para os produtores estão impedindo o desenvolvimento, sendo que o estado foi o único a proibir a produção de muda no chão, algo que nem mesmo o Ministério da Agricultura proíbe.
“O Estado chegou a produzir 15 milhões de mudas de seringueira por ano e hoje produz menos de 200 mil. Com a nova resolução vamos recuperar esse potencial com a garantia da sanidade das mudas no processo de produção e completamente adequados às normas do Ministério da Agricultura”, disse Itamar Borges.

O prefeito de São José do Rio Preto, Edinho Araújo , esteve no ato de assinatura e salientou a importância da resolução para a cadeia produtiva do setor e para o agricultor.
“Esta resolução é fundamental para defender a agricultura, pois permite ampliar a produção de seringueiras com responsabilidade, demonstrando que o produtor é responsável e cuida do agro paulista”, falou o prefeito.
O secretário executivo da Agricultura, Francisco Matturro, o presidente da Apabor, Fábio Magrini, o secretário de agricultura de Rio Preto, Pedro Pezzuto, o presidente do Sindicato Rural de Rio Preto e diretor da Faesp, Sérgio Expressão – Presidente do Sindicato Rural de Rio Preto, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto, Kelvin Kaiser, e o Coordenador da Defesa Agropecuária da Secretaria, Luís Bianco, participaram do ato.

Os prefeitos Bady Bassitt, Mirassol, Guapiaçu, José Bonifácio, Neves Paulista, Palestina, Tanabi, Zacarias, Cosmorama, Urupês, Novo Horizonte, Riolândia e Ubarana estiveram presentes, assim como os vereadores das Câmaras municipais da região.
A nova resolução para o setor da heveicultura será publicada no Diário Oficial do Estado na próxima terça-feira, dia 6.