Foto: Pitty Uberaba

Com participação de cerca de 120 éguas e cavalos de quatro estados, julgamentos da raça serão realizados de 30 de setembro a 2 de outubro

Após mais de 10 anos sem desfilar pela pista de julgamentos, equinos da raça Mangalarga Marchador estão de volta às provas na 58ª EXPO Rio Preto 2020-2021 – Edição Especial Julgamentos, que será realizada de 29 de setembro a 3 de outubro, no Recinto de Recinto de Exposições ‘Alberto Bertelli Lucatto’, em São José do Rio Preto.

Também serão realizados julgamentos de animais da raça Mangalarga. As provas são organizadas pelos núcleos regionais de criadores, com apoio de suas respectivas associações nacionais.

Os julgamentos e provas oficiais do Mangalarga e Mangalarga Marchador buscam fomentar e desenvolver a seleção da raça no País, possibilitando a confrontação de animais de diferentes regiões para avaliar o desenvolvimento do criatório e o grau de melhoramento zootécnico, além de promover a troca de experiências entre criadores.

Organizado pelo Núcleo dos Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga Marchador de São José do Rio Preto e Região, o julgamento do Mangalarga Marchador da EXPO Rio Preto será realizado no período de 30 de setembro a 2 de outubro, envolvendo cerca de 120 éguas e cavalos de criadores de estados como Goiás, Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

No julgamento, são avaliadas a morfologia e a marcha do animal, envolvendo cinco categorias para éguas e cinco para cavalos, além de uma categoria específica para animais castrados. “De 12 a 36 meses, o animal não pode ser montado para a prova de marcha, sendo puxado pelo cabresto pelo avaliador. Já a partir dos 36 meses, eles podem ser montados, sendo sua marcha avaliada em um circuito”, explica Alvacir Cruz, presidente do Núcleo dos Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga Marchador.

As categorias do julgamento do Mangalarga Marchador são Égua e Cavalo Júnior, Égua e Cavalo Jovem, Égua e Cavalo, Égua e Cavalo Master e Égua e Cavalo Graduado. O animal vencedor de cada categoria se classifica para o campeonato nacional da raça, organizado pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador. Além disso, também são premiados o melhor cavalo e a melhor égua das cinco categorias, que receberão o título de Grande Campeão e Grande Campeã.

Na região de São José do Rio Preto, o Núcleo dos Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga Marchador atua há cinco anos, contando, hoje, com 30 criadores. Para Cruz, a retomada dos julgamentos da raça na EXPO Rio Preto ajudará a incentivar outros criadores locais e regionais.

Mangalarga

O julgamento da raça Mangalarga na EXPO Rio Preto será realizado nos dias 2 e 3 de outubro, envolvendo cerca de 70 cavalos e éguas de várias regiões de São Paulo, além de outros estados. A organização é do Núcleo dos Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga, que foi retomado em 2021 após atuação ativa no período de 1982 a 1992. “A criação de Mangalarga está em ascendência na região e no País, principalmente por ser um animal bastante funcional”, destaca o presidente do núcleo regional da raça, Adib Ismael Júnior.

Somente na região de São José do Rio Preto, há, atualmente, dez criadores de Mangalarga, mas, segundo Ismael Júnior, a procura por essa raça tem aumentado bastante. Eventos como a EXPO Rio Preto ajudam a projetar o Mangalarga no cenário regional.

Os julgamentos do Mangalarga envolvem a análise da morfologia (beleza) do animal e a sua marcha, com provas que simulam atividades do universo rural. Os animais vencedores estarão ranqueados para participar da competição nacional, organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga.

A Expo Rio Preto

Programada para o período de 29 de setembro a 3 de outubro, a 58ª EXPO Rio Preto 2020-2021 – Edição Especial tem coordenação geral da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, coordenação institucional da ACIRP (Associação Comercial e Empresarial de São José do Rio Preto) e a inédita coordenação das raças zebuínas pela ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu). Também conta com o apoio institucional da UNIRP (Centro Universitário de Rio Preto).

A 58ª edição é dedicada exclusivamente para julgamentos de raças, campeonato leiteiro e outras competições do setor. Em cumprimento às medidas sanitárias de combate à Covid-19, não haverá presença de público, sendo fechada para criadores.

Nove raças de gado de corte e leiteiro deverão participar do evento, sendo elas: Nelore Padrão, Nelore Mocho, Tabapuã, Guzerá, Indubrasil, Simental, Simental Leiteiro, Gir Leiteiro e Girolando. Além disso, ovinos também marcarão presença na feira.

Para mais opções de fotos da EXPO Rio Preto, acesse o álbum de fotos da Prefeitura no flickr.

Serviço
58ª EXPO Rio Preto 2020-2021 – Edição Especial Julgamentos
29 de setembro a 3 de outubro – 8h às 18h
No Recinto de Exposições Alberto Bertelli Lucatto
Exclusiva para criadores
www.riopreto.sp.gov.br/expo