Foto Divulgação CFM

As últimas semanas foram de movimento intenso nas Fazendas Lageado e Paiaguás (Aquidauana, MS). É época de avaliação de sobreano na Agro-pecuária CFM, quando os machos estão com cerca de 18 meses de idade. O trabalho consiste em avaliar individualmente cerca de 8.000 animais nascidos em 2022, etapa crucial na seleção dos machos que comporão a nova safra de touros Nelore CFM.

A avaliação de sobreano envolve pesagem, medição de altura e perímetro escrotal, avaliação de conformação de carcaça, precocidade, musculosidade, umbigo e ossatura. Trata-se da última etapa de campo antes do envio dos dados completos para processamento pelos geneticistas da FZEA-USP (Pirassununga, SP), que conduzem a avaliação genética.
De acordo com Tamires Miranda Neto, gerente de pecuária da CFM, os avaliadores têm papel central no processo de seleção. Por isso, são apontados para essa tarefa apenas colaboradores experientes e muito bem treinados. “Os avaliadores precisam estar afinados para a coleta de dados. As DEPs (Diferenças Esperadas da Progênie) dos reprodutores que serão comercializados e das matrizes de reposição dependem dessa avaliação”, comenta Tamires Neto.
No programa de seleção da CFM, a coleta de dados começa no dia do nascimento do animal, com sua correta identificação e pesagem. Em seguida, na desmama, por volta dos 205 dias de idade, os animais passam por nova pesagem e o processo de avaliação de campo se encerra com as medidas tomadas ao sobreano.
“São muitas as etapas a serem cumpridas antes de um touro Nelore CFM receber o CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção), emitido pelo Ministério da Agricultura e Pecuária, e estar apto a promover melhoramento genético no rebanho dos nossos clientes”, complementa Tamires Neto.

Compartilhar