Foto: Divulgação / Internet

Acontece entre os dias 29 de maio e 9 de junho na Escola Paulista de Ciência Avançada em Arbovirologia FAMERP de São José do Rio Preto/SP, a reunião com intercâmbio mundial para discutir assuntos voltados ao vírus Zika.

FAMERP
Nos últimos dois anos, o Brasil foi alvo de atenção mundial com o surgimento do vírus Zika, que atingiu proporções inimagináveis no número de casos e manifestações, não descritos na literatura na época, e de grande gravidade (como microcefalia). O fenômeno aqui observado foi declarado Emergência de Saúde Pública de Interesse Global pela OMS.
A FAMERP tem estabelecido há 10 anos uma forte colaboração com a Universidade de Texas Medical Branch, especialmente com o seu renomado Departamento de Patologia, que é um centro de excelência em pesquisa arboviruses. Desta colaboração organizamos 2 eventos.
A I e II Reunião FAMERP-UTMB. Esses eventos (em 2012 e 2016) trouxeram pesquisadores e estudantes de diversas instituições no Brasil e no exterior para o São José do Rio Preto/SP, com aproximadamente 200 participantes em cada evento, com cartazes, palestras, conferências e apresentações de mesas redondas. Devido ao grande feedback que recebemos do público, além de vários pedidos para que o evento seja repetido, resolvemos evoluir a experiência anterior da Reunião FAMERP-UTMB para um novo formato na Escola de Ciência Avançada de São Paulo em Arbovirologia. SPSAS-Arbovirology visa fornecer ao aluno uma visão crítica e abrangente sobre o estado da arte dos arbovírus, com um foco especial na Dengue, Zika e CHKV. Devido à sua natureza intrínseca de complexidade, uma vez que envolve a relação tripartida entre parasita-hospedeiro-vetor, a abordagem SPSAS-Arbovirologia irá envolver todas as fases deste processo. O objetivo principal da SPSAS-Arbovirologia é ser um centro para discutir a importância desses arbovírus, promover o intercâmbio de experiências entre pesquisadores, permitir que os alunos sejam expostos ao estado da arte da pesquisa na área e adquirir conhecimento em todas as facetas da questão.

A REUNIÃO
Nos primeiros dias as palestras será com bases e o estado da arte de várias facetas da arbovirologia. Irá se falar dos fundamentos da arbovirologia, com o palestrante Dr. Bob Tesh que contextualizou toda a origem e evolução da arbovirologia. A seguir, o Dr. Weaver e Sall mostrando os aspectos básicos da arbovirologia nas Américas, Ásia e África, a origem e a evolução dos diferentes arbovírus de interesse humano, com foco em Zika, Dengue e CHKV.
Após a contextualização dos vírus as diferentes interfaces da interação entre microbioma, vírus e hospedeiro humano. Dr. Sesma, Garmanik e Teixeira mostrarão a interação entre o vírus e o hospedeiro e seu sistema imunológico. Dr. Dimopoulos, Christophides e Souza-Neto apresentarão a interação vírus-vetor e sua relação com a dinâmica eo controle da transmissão dessas doenças.
Fechando o primeiro módulo a situação atual de epidemiologia / aspectos clínicos e arboviruses pesquisa no Brasil e especialmente em SP. Além das apresentações dos convidados, serão feitas várias apresentações orais (15 minutos) pelos alunos da Escola SP. O segundo módulo termina com uma reunião de organização e apresentação do curso prático, uma grande sessão de cartaz onde TODOS os alunos da escola apresentarão seu trabalho aos pesquisadores convidados da escola. A última atividade da primeira semana será uma viagem de campo, onde os alunos e convidados irão interagir com pesquisadores da virologia no campus toher das universidades estaduais SP.
A terceira parte do curso envolverá a parte prática e durará uma semana. O objetivo é novamente expor os alunos a todas as partes da interface de virologia e módulos que são: Virologia Clássica, métodos serológicos e moleculares, Filogenia e Evolução, entomologia e métodos de estudo de campo.

Maiores informações e inscrições:
http://arbovirology.famerp.br/
Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP
Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 15091-240 São José do Rio Preto