Fotos: Leandro Gasparetti e Divulgação

De janeiro a abril deste ano, a região de Mirassol registrou 212 casos de furto e roubos em propriedades rurais. Número maior que os 187 do mesmo período do ano passado. Para conter a onda de crimes, cujos produtos alvos vão de defensivos agrícolas a tratores e máquinas, a Policia Militar de Mirassol está se reunindo com produtores rurais da região, no raio dos 22 municípios atendidos, e vai fazer um mapeamento das propriedades. A proposta é aumentar e otimizar o patrulhamento com apoio da Policia Ambiental.
Uma das ações será a coleta de informações da localização exata dos sítios e fazendas, formando um mapa para facilitar o trabalho. “Pretendemos, inicialmente, falar com os proprietários pedindo o apoio para identificarmos as propriedades dentro dos municípios que atendemos e, caso não consigamos cadastrar todos, já que só em Mirassol são cerca de 600 propriedades rurais, vamos a campo, propriedade por propriedade captar as informações necessárias, para quando houver algum caso de furto, fique mais fácil detectar a propriedade em questão”, explica o capitão Fábio Kunii, comandante da 1º Cia da Polícia Militar de Mirassol.

Fábio Kunii, comandante da 1º Cia da Polícia Militar de Mirassol
Para completar o patrulhamento, a PM orienta que os produtores rurais ao constatar pessoas estranhas em torno de sua propriedade ou na vizinhança, observe e, informe a PM para averiguação. “Geralmente os ladrões observam a rotina dos produtores para atacar no momento de descuido ou na saída da propriedade” comenta Kunii.
“Caso o produtor seja alvo de furto, por mais que ele tenha arma, aconselhamos a não reagir e procurar avisar a PM de alguma forma, para que possamos tomar as atitudes pertinentes a situação” orienta o capitão. A ressalva vem de encontro ao decreto de lei que permite ao produtor rural a posse de arma em todo o perímetro da propriedade.
O importante é que o produtor rural esteja atento a tudo o que acontece ao seu redor, não somente em sua propriedade, como também na do vizinho, pois assim, poderá evitar furto ou algo do gênero visando o bem-estar de toda a população.

A população em caso de dúvidas deverá acionar o Telefone 190 da Polícia Militar e ter mais informações do programa.