O presidente eleito Jair Bolsonaro participou nesta de uma confraternização de cantores, a maior parte sertanejos.
O encontro reuniu cerca de 30 artistas que apoiaram o presidente na eleição. “Aqui só tem artistas que apoiaram o Bolsonaro”, disse, Jakson Pomin, um dos organizadores do evento.

Vídeo enviado através do locutor Cuiabano Lima

O presidente eleito chegou ao salão de festas e posou para fotos com os artistas e, em seguida, sentou-se na mesma mesa de Amado Batista, das duplas Leo Canhoto e Robertinho e Bruno e Marrone e do locutor de rodeios, Cuiabano Lima.
Uma das músicas executadas foi o tango “Por una cabeza”, canção imortalizada na voz de Carlos Gardel.
O locutor Cuiabano Lima homenageou Bolsonaro com um longo discurso, no qual citou trechos do hino nacional. Ao final, ele ainda fez um verso para o presidente eleito.
“Para Deus eu levanto as mãos para o céu, mas para você eu vou te dar o meu chapéu”, disse Lima, que depois entregou o chapéu para Bolsonaro.
O presidente eleito agradeceu as homenagens dos cantores. Disse que na década de 60, durante a juventude no interior paulista, pescava enquanto ouvia no rádio de pilha o programa de Tonico e Tinoco.
Bolsonaro lembrou que há quatro anos decidiu concorrer à Presidência da República, mas que não tinha apoio suficiente.

Meio ambiente
A escolha do titular do Meio Ambiente passou por consultas à bancada ruralista. Bolsonaro cogitou unir a pasta com o Ministério da Agricultura, mas desistiu. Ele tem afirmado que pretende terminar com a indústria das multas na área do meio ambiente. Salles foi secretário estadual do Meio Ambiente durante o governo Geraldo Alckmin em São Paulo.