Fotos: SEBRAE / FAESP/SENAR-SP
Fonte: FAESP/SENAR-SP

Um dos destaques do evento foi o lançamento do Agente Local de Inovação Rural, programa que visa propor soluções e inovações para melhoria dos ciclos produtivos.

Realizado na manhã de (05/04), em Bauru (SP), o Encontro Estadual de Agronegócios teve o objetivo de apresentar o balanço de 2021 e o planejamento das ações previstas para este ano. Com o tema “Agrosempre – uma nova atuação no agronegócio”, o evento foi promovido pelo Sistema FAESP/SENAR-SP (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e pelo Sebrae-SP.
Em mensagem exibida aos 400 participantes do evento, entre produtores, presidentes de sindicatos rurais, coordenadores do SENAR-SP, técnicos, gerentes regionais e diretoria do SEBRAE-SP e do Sistema FAESP/SENAR-SP, o presidente FAESP/SENAR-SP, Fábio de Salles Meirelles, destacou que “em 2021 foram realizadas diversas ações em 2021 que beneficiaram o pequeno produtor rural de São Paulo. Os resultados em 2022 devem ser ainda melhores”. afirmou o presidente.

O balanço de tudo o que aconteceu depois de dois anos da pandemia de Covid-19 deu a tônica dos pronunciamentos dos dirigentes do SENAR-SP, Mario Biral, e dos diretores do Sebrae-SP, Ivan Hussni e Guilherme Campos.
Para o presidente do SEBRAE-SP e vice-presidente da FAESP/SENAR-SP o empenho e a união de todos foi fator chave para reverter rapidamente os impactos provocados nos pequenos produtores e empreendedores paulistas. “Em 2020 e 2021, rodamos quase 200 mil quilômetros por todo o Estado. Traçamos um Raio-X da situação dos empreendedores do campo, do comércio, da indústria e de serviços, conseguindo diagnosticar os gargalos e onde estavam as possibilidades de crescimento das mais diversas cadeias produtivas”, declarou Tirso Meirelles.
Os participantes assistiram ainda palestra de Miguel Cavalcante da AgroTalento, sobre gestão de propriedades rurais,

ALI Rural
Entre os programas apresentados no Encontro, sobressai o ALI Rural (Agente Local de Inovação Rural) que contempla a atuação de mais de 100 agentes em campo na aplicação de metodologia específica para 1.250 produtores rurais paulistas propondo melhorias aos seus ciclos produtivos, trazendo soluções e inovações a partir das definições previstas em um plano de trabalho com duração de oito meses. “Estudos apontam que, ainda neste ano, 60% das relações comerciais serão totalmente digitais. Isso indica que o futuro começa agora e passa, necessariamente, pela inovação. Nos últimos anos, visitamos todos os parques tecnológicos paulistas. Fizemos parcerias com governo do Estado de São Paulo e outros participantes desses hubs para garantir que o acesso à inovação aconteça sem burocracia, a baixo custo, o quanto antes”, informou Tirso Meirelles.
Além do ALI Rural, durante o encontro o vice-presidente da FAESP destacou os programas para agregação de valor e anunciou importantes projetos como a construção do Centro de Excelência da Cana-de-açúcar de Ribeirão Preto, programas como SEBRAETec, Inova Senar, Ganhos Rápidos, Feiras Internacionais e Nacionais, Melhorias de Gestão – Empreenda Rápido, Rodadas de Negócios. “É um importante conjunto de esforços irão beneficiar cerca de 35 mil pessoas do campo”, declarou Tirso Meirelles.
O executivo também anunciou a aprovação, no âmbito do Sebrae-SP, investimentos a ser aplicados nos próximos anos em projetos relevantes neste sentido, além de parcerias com a iniciativa privada e entidades que constituem o ambiente de inovação paulista. No escopo do Sistema FAESP/SENAR-SP sobressai a criação dos Projetos Integrados do Agronegócio, um trabalho conjunto entre as equipes técnicas das entidades com o Sebrae-SP e a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. “Para 2022 há um plano de expansão de agronegócios pactuado com nossa diretoria, o Agrosempre, tendo como pilar o ALI Rural”, anunciou Meirelles.

Ações do SENAR-SP
A apresentação contemplou ainda os próximos passos do Programa Inova Agro SENAR com previsão para atender 1.667 turmas até dezembro de 2022, alcançando mais de 18 mil produtores rurais. O Programa contempla temas como agregação de valor, melhoria dos processos de comercialização, boas práticas agrícolas, inserção de práticas de turismo, melhoria da produção de leite, café, hortifruti e piscicultura.
A parceria entre as entidades organizadoras do Encontro Estadual de Agronegócios se reflete ainda em participação em grandes feiras, onde as empresas atendidas com relevância no mercado expõem seus trabalhos nos estandes. Em março, sete micro e pequenas empresas da cadeia de alimentos e bebidas com foco em proteínas marcaram presença no estande do Sebrae na Expomeat. O calendário de 2022 contempla ainda a Agrishow, Anufood, Apas, Feira do Empreendedor, Hortitec e Fispal. No encerramento, o vice-presidente do Sistema FAESP/SENAR-SP ressaltou que este é o momento da reconstrução. “Dos negócios, da comunidade, do país, valorizando todo aprendizado que nos fez chegar até aqui e aproveitando as oportunidades que se abriram, com este mundo transformado e cada vez mais conectado, digital, em que a preocupação com a ética e a sustentabilidade no seu espectro maior vão dar a tônica do que virá”, concluiu.

Compartilhar