Foto: Divulgação – Secretaria de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo

Pleito ocorreu nesta quarta-feira, 3 de maio, em Brasília, durante reunião em que a Federação teve participação

Foto: Divulgação FAESP

Com o objetivo de detalhar os critérios da avaliação do MAPA que permite suspender a vacinação contra a febre aftosa a partir de 2023, será iniciado no dia 10 deste mês um trabalho conjunto entre a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA/SAA-SP) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A decisão foi anunciada ontem (3 de maio), após uma reunião no Ministério da Agricultura, em Brasília, com a presença do gerente do Departamento Econômico da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP), Cláudio Brisolara, do Secretário de Agricultura e Abastecimento (SAA) de São Paulo, Francisco Matturro, do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Marcos Montes, e das equipes técnicas do MAPA e da SAA-SP.

A Defesa Agropecuária Paulista apresentará aos técnicos do MAPA os avanços obtidos pelos investimentos realizados, complementará informações, detalhará as ações e medidas implementadas que ainda não puderam ser plenamente analisadas.

“Com essas informações detalhadas e a continuidade das ações em curso, o quadro poderá ser revertido, com a reconsideração da avaliação do Ministério”, disse o gerente da FAESP.
O Secretário de Agricultura do Estado de SP enfatizou que o clima de colaboração e de confiança entre as instâncias governamentais é permanente e produtivo.

Fonte: FAESP

Compartilhar